No documento, Argentina, Brasil, Colômbia, Paraguai e Uruguai compartilham as experiências de suas defensorias públicas com o objetivo de contribuir com o aprofundamento do debate sul-americano sobre a promoção dos direitos humanos.

 


 

A Reunião Especializada de Defensores Públicos Oficiais (REDPO), organismo do MERCOSUL, divulga a terceira edição de seu relatório sobre a atuação das defensorias públicas na área de direitos humanos. No documento, Argentina, Brasil, Colômbia, Paraguai e Uruguai compartilham suas experiências com o objetivo de contribuir com o aprofundamento do debate sul-americano sobre a promoção dos direitos humanos.

A publicação traz boas práticas e ideias implementadas internamente, pelas defensorias públicas de cada um dos países. Com isso, a REDPO espera promover a discussão e elaboração de políticas. A primeira versão do relatório bianual foi publicada em 2013. O documento é apresentado e compilado por ocasião das reuniões ordinárias da REDPO.

Clique aqui para acessar o Relatório sobre a Atuação das Defensorias Públicas Oficiais do MERCOSUL na Área de Direitos Humanos – 2017.

Fonte: ONU BR

 

 

SIM, VOCÊ PODE COPIAR O NOSSO CONTEÚDO! BASTA NOS DAR O CRÉDITO!  USO NÃO COMERCIAL.