Fonte: GIFE

Em novembro, Poços de Caldas será a capital da inovação social no Brasil. Disposto a ser o maior evento brasileiro de ideias inovadoras e conexões para a transformação socioambiental, o Festival de Inovação e Impacto Social (FIIS) acontece na cidade mineira entre os dias 2 e 7 de novembro e reunirá empreendedores, líderes de organizações do terceiro setor, investidores e grandes empresas ligadas ao campo dos negócios de impacto socioambiental e das finanças sociais.

O FIIS é uma iniciativa da Rede Folha de Empreendedores Socioambientais e do Prêmio Empreendedor Social, do jornal Folha de S.Paulo, em parceria com a Turma do Bem, uma das integrantes da Rede Folha. São apoiadores ainda Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale), Instituto Doar, Ader & Lang, Agenda Pública e Fundação Schwab.

“A Folha se uniu a parceiros estratégicos para realizar um festival que se propõe a ser uma vitrine para a inovação social no Brasil”, afirma Sérgio Dávila, editor-executivo da Folha. “Vamos reunir pessoas que estão na vanguarda do empreendedorismo social, que vão além de ações pontuais e buscam investimentos”, completa Fábio Bibancos, fundador da Turma do Bem.

Em sua primeira edição, o evento agrega o Congresso Sorriso do Bem, evento anual promovido pela Turma do Bem com a participação de cerca de 400 dentistas voluntários; o Fórum Melhores Práticas para Saúde no Terceiro Setor, da Aliança Latina, com a presença de cem ONGs da América Latina; além do encontro anual da Rede Folha de Empreendedores Socioambientais, composta por cem líderes.

“Oferecer aos nossos membros contato com conteúdo proporcionado pelos outros parceiros do festival irá ampliar o olhar desses líderes da saúde para o empreendedorismo social”, afirma Merula Stegall, da Abrale, uma das integrantes da Aliança Latina. A rede internacional articulou a vinda do evento anual da entidade para o FIIS. “Vamos levar temas importantes para avançarmos com a agenda da saúde na América Latina, o que também mobilizará outros atores do festival que não estariam em nosso fórum.”

Com esse espírito colaborativo também se deu a curadoria do festival, que contou com o GIFE, entre outros parceiros referências do ecossistema de negócios sociais no Brasil. A expectativa dos organizadores é de que cerca de 1.500 pessoas participem do festival.

“O FIIS é mais um braço da Rede Folha e do Prêmio Empreendedor Social, que em 2019 completa 15 anos no Brasil”, afirma Maria Cristina Frias, diretora de redação da Folha, que faz a interface com a Fundação Schwab, entidade irmã do Fórum Econômico Mundial, para realizar a premiação no Brasil, em parceria com o jornal. “Por meio do festival, vamos fazer com que essa história de sucesso e credibilidade continue.”

Panorama do setor

A crença de que é possível gerar transformações por meio de soluções que aliam impacto socioambiental a um modelo de negócios rentável tem mobilizado empreendedores, aceleradoras e incubadoras comprometidas em apoiar e qualificar esses negócios e investidores que estão redefinindo lucro e propósito em busca de maneiras mais efetivas de gerar impacto positivo na sociedade e no planeta.

O setor vem crescendo e ganhando relevância e visibilidade nos últimos anos e tem atraído cada vez mais a atenção do campo do Investimento Social Privado (ISP). Seja no apoio direto aos empreendedores, às organizações intermediárias (aceleradoras ou incubadoras) ou aos fundos de investimento de impacto, institutos e fundações empresariais têm apostado no modelo, ainda que de forma inicial e experimental, com o direcionamento de parte dos recursos filantrópicos para esse tipo de negócio. Uma das razões é a percepção de maior chance de perenidade dos projetos em face de um modelo que alia impacto a sustentabilidade financeira.

Atualmente, existem mais de 800 negócios de impacto social no Brasil. Desses empreendimentos, 70% já estão formalizados e 79% já captam investimentos. Pouco mais de 1/3 ainda não teve faturamento no último ano, enquanto 5% já faturaram mais de R$ 1 milhão no mesmo período.

O setor tem movimentado cerca de US$ 60 bilhões em nível global e foi registrado um aumento de 7% ao ano, segundo a Ande Brasil (Aspen Network of Development Entrepreneurs), uma rede de empreendedores de países em desenvolvimento.

O Brasil é um dos primeiros países a implementar uma legislação sobre o tema. A Secretaria de Inovação e Novos Negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços coordena a Estratégia Nacional de Investimentos e Negócios de Impacto (ENIMPACTO), em articulação com outros órgãos do governo, do setor privado, da comunidade científica e acadêmica e da sociedade civil.

Programação

Uma extensa programação com mais de 70 paineis, workshopsmasterclasses e atividades em outros formatos se dará em torno de temáticas inspiradas em seis dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU): Fome Zero e Agricultura Sustentável; Igualdade de Gênero; Cidades e Comunidades Sustentáveis; Saúde e Bem-Estar; Indústria, Inovação e Infraestrutura; e Água Limpa e Saneamento.

Além de estar alinhado à Agenda 2030, o festival destacará temas que interessam a todo o ecossistema do empreendedorismo social e negócios de impacto no Brasil tais como o futuro dos negócios socioambientais e das organizações da sociedade civil, mobilização e conexão, captação, gestão, inovação, escala e novo significado do voluntariado.

Além disso, está prevista uma intensa programação cultural durante os seis dias de festival com festas temáticas, exibições de filmes, shows e outras atrações, além de vivências e interações com a cidade de Poços de Caldas.

Durante o festival, a Rede Folha estará presente também levando à população de Poços de Caldas ações de saúde promovidas pelo Cies Global, com sua carreta de atendimento, e pela Renovatio, com um mutirão oftalmológico.

“O FIIS já nasce com força para se tornar a ‘Flip dos empreendedores sociais’”, afirma Fábio, em referência à festa literária que é sucesso em Paraty (RJ).

A programação completa e outras informações sobre FIIS estão disponíveis na página do festival no site da Folha.

As inscrições para o FIIS podem ser feitas no site da Vivejar, parceira e operadora de turismo responsável também pela curadoria de roteiros e experiências na cidade.

 

 

SIM, VOCÊ PODE COPIAR O NOSSO CONTEÚDO! BASTA NOS DAR O CRÉDITO!  USO NÃO COMERCIAL.