Se Você não Fizer um Planejamento Agora, Você vai se odiar Depois.

 

Por Dr. José Carlos Soares

 

Começo este artigo com as seguintes indagações:

Com foi o primeiro semestre para a sua Organização?

E as Metas e Objetivos da Organização foram atingidos?

Não me diga que sua Organização ficou à deriva como um veleiro à espera de ventos favoráveis.

Lembre-se: o tempo está passando e cada vez mais rápido, hoje a “moeda” mais valiosa que temos é o tempo, até porque o tempo perdido jamais voltará.

Então, vamos lá, mãos à obra:

Sobre o Planejamento:

Nenhum avião decola sem um plano de voo, nem navio se aventura a navegar sem uma Carta Náutica, no entanto, na prática vejo dirigentes que não fazem nenhum planejamento, e que também não tem nem mesmo um plano de Ação.

Então, você poderá me perguntar:

Por que devo Planejar?

  • O planejamento ajuda a guiar os dirigentes e funcionários da Organização na realização ordenada do trabalho;
  • Aponta os marcos importantes (datas, eventos, etapas) para monitoramento do processo e resultados, permitindo as correções de curso que se fizerem necessárias;
  • Fortalece a equipe e traz melhores resultados.

O que mais ouço dos dirigentes é que eles não sabem como se faz um planejamento, abaixo apresento 5 fases do planejamento.

As 5 Fases do Planejamento:

1) Levantamento e análise de dados do quadro interno e externo da organização;

2) Definição do propósito pelo qual a Organização Existe e Trabalha, apontando onde a Organização quer chegar;

3) Ajuste sobre orientação e direcionamento da Organização;

4) Criação de um Plano de Ação;

5) Avaliação a qual traz parâmetros para que se possa fazer uma real apreciação da atuação da Organização.

Com o planejamento você pode classificar as suas ações:

  • Pelo Grau de dificuldade:

Qual a facilidade ou dificuldade será enfrentada na implementação das mudanças que queremos realizar?

  • Grau de importância:

Que benefício essa mudança trará para nossa Organização?

Ação:

Estruturado o Planejamento, parta para o plano de ação o qual deverá fazer um detalhamento de cada uma das ações para que as dificuldades sejam sanadas, e os objetivos sejam atingidos.

 Saiba que cada plano de ação tem:

  • Um objetivo;
  • Uma Meta;
  • Diversas Atividades;
  • Um Cronograma.

Sobre a importância da Avaliação:

Por que devo fazer a avaliação?

A avaliação, trará informações vitais para o crescimento ordenado da Organização e servirá como base para os planejamentos futuros.

Cito alguns tipos de avaliações que ao meu ver devem ser realizadas.

Tipos de Avaliação:

Diagnóstica: Nessa fase não existe intervenção. Trata-se somente de informações. É a base inicial de comparação com os resultados;

De processo: Acontece constantemente durante todo o trabalho. Avalia como está o desenvolvimento das ações;

De resultado: Avalia se o objetivo de cada ação foi alcançado ou não. Acontece durante o projeto e no final. Contempla a questão da eficiência

Finalmente aponto que o Planejamento estabelece bases para um pensamento voltado para o futuro, que se constitui no suporte para o crescimento e sustentabilidade da Organização.

Sucesso.

Forte Abraço!

 

Dr. José Carlos Soares, Graduado em Direito pela Faculdade de Direito de Itu- e Pós-Graduado em Aspectos Sócio Econômicos da América Latina e o Mercosul pela UNISO – Universidade de Sorocaba. Advogado Militante há 28 anos, Especializado em Direito do Terceiro Setor. Ocupou o Cargo de Vice-Presidente da Comissão do Terceiro Setor da 24ª Subsecção da OAB de Sorocaba/SP. Ministra Cursos e Palestras sobre os Seguintes Temas: Captação de Recursos, Fundação e Legalização de ONG e OSC, Voluntariado, Elaboração de Projetos, Responsabilidade Social Empresarial, Gestão, Aspectos Trabalhistas para Terceiros Setor. Autor do Manual “Como Fundar Uma ONG Passo a Passo”. E-mail: terceirosetorlegal@gmail.com .

Crédito da Imagem:   ElasticComputeFarm por Pixabay